Conhecendo Lore: Arthas Menethil

Saudações Invasores de Naxxramas dando ibope para as teorias de Arthas aparecendo em Shadowlands estamos trazendo um pouco mais sobre sua história e de como ele passou de herói para um grande vilão!

Sobre Arthas 

 Arthas era um jovem príncipe de Lordaeron, desde pequeno Arthas sonhava em se tornar um herói, assim como aqueles que lutaram na segunda guerra. Ele então recebeu treinamento de combate por Muradin, bem como treinamento para se tornar um paladino por Uther.

 Arthas conhece a maga Jaina Proudmoore, por quem começa uma forte amizade e mais tarde evolui para um romance. O relacionamento dos dois não durou graças às inseguranças de Arthas.

Acontecimentos de Warcraft III

Uma peste começou a se alastrar por Lordaeron, causada por Kel’thuzad a mando do Lich Rei, Arthas ficou encarregado de investigar. Durante suas investigações ele encontra Jaina novamente e juntos eles buscam a causa.  Eles descobrem então Kel’thuzad e o matam, mas isso ainda não era o fim da praga, ela já estava fortemente disseminada por lordaeron. Eles se encontram com Uther e se dirigem para Stratholme.

 Quando chegam em lordaeron, Arthas vê que a praga já foi disseminada na cidade, não havia mais o que fazer, logo os cidadãos da cidade se tornariam zumbis do flagelo. Ele então fica entre as escolhas de esperar a praga agir e depois exterminar os mortos-vivos junto de Uther, Jaina e o Punho de Prata ou tentar evitar o sofrimento de seu povo e lhes garantir mortes rápidas, evitando que se tornem zumbis sem cérebro. Ele escolhe a segunda alternativa.

A maldade no coração de Arthas

Arthas tenta falar com Uther que eles deveriam expurgar a cidade, mas ele sabia que o tempo estava acabando, ele não tinha como explicar a situação, então ele tenta usar sua autoridade como futuro rei para Uther o ajudar. Mas, mesmo assim seu professor nega ajudá-lo, bem como Jaina.

Flashback em cinemática da Jaina em Batalha por Azeroth

Na cinemática acima em 0:19 a 00:40 temos a clara cena onde Arthas decide por expurgar toda a cidade, onde Jaina virou as costas para sua decisão.

Arthas, sem a ajuda de Uther ou Jaina, reúne os soldados que concordam em ajudá-lo e começa o expurgo. Lá ele encontra o Nathrezim Mal’ganis que tentava clamar as almas dos cidadãos. Ele buscava matar os cidadãos antes que o demônio pudesse clamar suas almas, até que ele enfim o confronta.

A verdadeira queda de Arthas como um paladino da luz

Mal’ganis foge, dizendo para Arthas o encontrar em Nortúndria. Arthas ateia fogo à vila próxima do Reino de  Lordaeron para terminar o expurgo, este que dura até os dias atuais de Azeroth. Ele percebe que, após tudo que fez, ele já não era mais capaz de empunhar a luz, e sem ela, ele sabia que não seria capaz de derrotar o nathrezim. Mas mesmo assim o segue até Nortúndria numa obsessão fanática. 

 Quando chega à Nortúndria, ele se encontra com seu antigo professor, Muradin, que fora encurralado por mortos vivos enquanto buscava a lâmina rúnica Gélido Lamento. Um emissário de Lordaeron chega até Arthas, dizendo para ele voltar para sua cidade, onde ele era necessário. Mas ele se nega a fazer isso, ele contrata mercenários para atear fogo nos navios de suas tropas e então os acusa pelo crime e os mata.

O Primeiro Encontro Com a Gélido do Lamento

 O Príncipe, junto do anão, encontram a lâmina. Muradin viu algumas inscrições e avisa Arthas que a lâmina estava corrompida e que ele não deveria tomá-la. Arthas ignora o aviso, ele precisava de poder a qualquer preço para salvar seu preço. Ele toma a arma, então começa a ouvir os sussurros macabros da arma e do Lich rei. Após a arma ser removida de seu selo, a caverna onde estava começa a desabar, Arthas deixa para morte seu antigo professor e segue para aniquilar Mal’ganis.

 Ele confronta mais uma vez o demônio, que o diz que ele já tinha perdido, agora que estava com a lâmina ele sucumbiria aos sussuros do Lich rei. Mas, para a surpresa de Mal’ganis, Arthas o diz que as vozes o ordenam a matá-lo.

Arthas como agente do Lich Rei

 Agora, sob comando do Lich rei, Arthas retorna para Lordaeron. Onde ele é bem recebido por seu pai, que esperava o retorno do filho. Arthas então mata seu pai, obedecendo aos sussurros de sua arma.

Arthas então conhece Tichondrius, outro nathrezim, que o diz que sua alma fora ceifada pela gélido lamento e o ordena a reviver o necromante Kel’thuzad.

 Arthas então confronta Uther, seu antigo mentor. Ele o mata com a lâmina amaldiçoada, tentando clamar sua alma. Então se dirige para a cidade dos elfos superiores, Quel’thalas, onde reside a nascente do sol.

Flashback em cinemática do Uther em Shadowlands 

Bem no início da cinemática  temos a morte de Uther pelas mãos de Arthas.

Arthas revive Kel’thuzard

 Arthas, com seu exército de mortos vivos cerca a cidade dos elfos, após vários confrontos ele é capaz de invadir a cidade, exterminando a maioria da população dos elfos, incluindo Sylvanas Correventos, que é transformada numa banshee à mando do flagelo. Ele consegue utilizar a nascente do sol para reviver Kel’thuzad como um lich, corrompendo-a no processo.

Flashback em cinemática da morte de Sylvanas Correventos em Batalha por Azeroth

Na cinemática acima podemos ver o exato momento onde Arthas invade o reino dos elfos e mata a General Patrulheira Sylvanas Correventos.

Kel’thuzad então explica para Arthas o plano verdadeiro do Lich rei, que planejava ser livre da legião ardente. Eles precisavam invadir Dalaran, para que Kel’thuzad recuperasse o livro do Medivh e o usasse para invocar o demônio Archimonde. Eles invadem e com sucesso evocam o demônio, que diz que o lich rei não tem mais uso para a legião ardente. Tudo corria como o plano de Ner’zhul, o lich rei. Arthas, algum tempo depois, conta à Illidan Tempesfúria sobre o crânio de Gul’dan e como ele poderia usá-lo para destruir Tichondrius.

Arthas se funde ao Lich Rei

Após isso, Arthas retorna a lordaeron para, após a queda de Tichondrius, exterminar os nathrezim que ele havia colocado para vigiar as forças remanescentes do lich rei.  Eles fogem, no entanto, Arthas também termina de exterminar os humanos que ainda residiam na área. Contudo, os poderes de Arthas estavam enfraquecendo. O Lich rei lhe advertiu dizendo que ele precisava voltar para Nortúndria para recuperar seu poder. Graças à isso, Sylvanas e suas banshees conseguem escapar do domínio do Lich rei, tentando emboscar e matar Arthas, mas ele é salvo por Kel’thuzad.

 Arthas então retorna a Nortúndria e deixa para trás Kel’thuzad para ele cuidar de Lordaeron em Naxxramas. Em nortúndria ele se encontra com Anub’arak, que o escolta até o trono. No caminho Arthas é atacado por Illidan e suas forças, mas ele consegue vencer o caçador de demônios e com sucesso chega até o trono gélido. Lá ele toma o elmo da dominação, se fundindo com Ner’zhul e se tornando o Lich rei.

 

Eventos em Wrath of the Lich King

Arthas, planejava manter o plano de Ner’zhul de ser livre e derrotar a legião ardente, ele planejava atrair os maiores campeões de Azeroth até o trono de gelo e torná-los seus próprios cavaleiros da morte. Contudo ele foi derrotado pelos heróis, junto de Tirion Fordring, que destrói a lâmina rúnica, Gélido Lamento.

Em sua morte, não é explicito se ele se arrepende ou não de suas ações como lich, ele finalmente morre, nos braços do espírito de seu falecido pai, que havia sido liberto da lâmina amaldiçoada após sua destruição.

 

Cinemática final da Raid Trono de Gelo na morte de Arthas
Flashback da morte de Arthas e seu paradeiro após sua morte
Facebook Comments Box

Equipe da Naxxramas Invaders

Somos mais que unidos, na morte somos um. "Esse Artigo Foi produzido por mais de um membro da Naxxramas Invaders"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *