Meta Maio 2022 – Uma Opção para cada Classe – pt1

Saudações Invasores!!
 

Voltando com os posts sobre o meta e aproveitando o Inicio da Temporada de Maio, vou mais uma vez trazer uma opção para cada classe, abordando a melhor lista de cada classe para se subir nessa temporada. Também falarei um pouco sobre cada deck, dando uma ideia básica de como cada lista funciona.

Pois sempre comento: Saber o meta, e não apenas o seu deck te ajuda a jogar melhor, pois assim, você tem uma noção do que esta enfrentando e se prepara melhor contra cada inimigo possível.  

 

As listas e estatísticas básicas dos foram tiradas principalmente do site HSReplay pelo streamer FelipeTesdeyGuindo, em sua Lista que ele atualiza regularmente durante sua Live.

Links dele abaixo:

Live: Twitch.tv/Tesdey

Twitter: Twitter.com/Tesdey

Lista de decks: Clique Aqui (link muito grande kkk).

 

Para não ficar gigantesco, vou dividir em 2 partes, 5 classes em cada.

Sem mais delongas, vamos começar, seguindo a ordem alfabética das classes.

 

 

E para poder falar com certa propriedade, Eu atinjo o Rank Lenda todo Mês e já fiz isso no atual no modo Livre (dia 3) e só depois tive a ideia de fazer este post.

Provavelmente vou fazer live pegando Lenda no Padrão também.

 

Caso queira acompanhar, Twitch.tv/itsMaruk

Então podem acreditar, sei mais ou menos o que estou falando.

 

“Maldição Abissal”

Taxa de Vitória: 49% ~ 52%

Estilo: Controle/Combo

Trazendo a nova ideia trazida na Viagem a Cidade Submersa. O deck de Maldição Abissal viu espaço nesse meta super agressivo, sendo capaz de parar (em um bom cenário ) os decks rápidos/midrange, e ainda conseguem acabar com decks lentos minando aos poucos a vida do oponente com as Maldições Abissais que escalam de forma progressiva.

É um deck bem complicado, pois varia bastante dependendo do oponente.

O deck, no geral, ganha apenas com o dano das Maldições Abissais.

Porem, o estilo de jogo no inicio muda dependendo do oponente.

Contra decks agressivos, sua prioridade é sobreviver, pois ao mesmo tempo que você prefere usar seu Poder Heroico, para buscar recursos (curas e remoções), você ainda precisa estar vivo para usar suas maldições e ganhar. 

Contra decks mais lentos, você pode ser mais ganancioso e focar em compras e dar Maldições ao inimigo.

E de dica geral: Brann e Za’qui é um ótimo combo nos turnos 8+ com muito dano e cura em “apenas 2 cartas” (quando usado depois de outras maldições.

Como dito antes, depende de sua match.

Mas no geral Mestre das Misturas é boa, Tamsin Terrolich (principalmente com a Moeda) e a Sectária Sira’kess para começar a estacar suas Maldições.

Contra decks rápidos, suas remoções de custo 1-2 podem acompanhar as cartas acima.

Contra decks lentos, sua prioridade é compras e maldições. mas as 3 primeiras são ainda melhores aqui.

AAECAf0GCvLtA9D5A7CRBIOgBJegBNu5BOa9BPXHBJbUBJjUBArA+QPG+QOC+wOD+wOxnwTnoAT+tATcvQTivQSb1AQA

Murloc-lock

Taxa de Vitória: 49% ~ 52%

Estilo: Midrange

AAECAf0GAuWwBPXHBA6T6AOU6AOioASroATboAT0sQTVsgS+tASAtQTjvQSywQScxwTu0wT+2AQA

“Serie de Missões” 

Taxa de Vitória: 58% ~ 62%

Estilo: Agressivo

Defender o Distrito dos Anões” assim como todas as series de missões perdeu bastante das opções com a Rotação de Abril, por que neste caso muitos feitiços de dano saíram do Padrão.

Porem o deck agora se completou com bons lacaios que auxiliam no dano e compras usados principalmente com o uso de Drek’thar, alguns Segredos e o Herói Tavish.

Seja com o poder heroico padrão ou o do Tavish, completar a missão é a condição de vitória.

Você apenas precisa ter noção do seu dano. Se for não possível matar o oponente apenas com o dano ( no caso, ele  ter muitas formas de Armadura e/ou Curas) usar o herói te dá muito mais potencial de Dano direto, e campo ao mesmo tempo (apenas na sorte de pegar o Bufo ou Leokk diversas vezes).

Porem se for mudar o Poder Heroico, sempre que possível, lembre de usar o Tavish antes de fechar a segunda etapa.

Como você sempre “começa no turno 2” graças a missão, manter 2 cartas de custo 1 ou uma boa de custo 2 é a ideia de mulligan.

Disparo da Ruina Dragônica é sempre bom, pois é relativamente fácil fazer o Abate Honroso no inicio do jogo, e quando é ativado continua ciclando sua mão para missão.

Quanto as de custo 1, Disparo de Vela é uma arma excepcional no geral e com ela, o próprio Disparo da Ruina fica mais fácil de ativar e qualquer outro feitiço de custo 1 é bom.

E Drek’thar o turno 4 é SEMPRE INSANO.

AAECAR8G/fgDu4oE25EE458EhskEj6QFDNzqA9vtA/f4A9D5A6mfBKqfBLugBL+sBMGsBJ2wBIe3BIzUBAA=

“Nagas”

Taxa de Vitória: 58% – 62% 

Estilo: Super Agressivo

Durante as revelações, absolutamente ninguém botava fé em arquétipo algum de DH. Eis que surge um deck hiper agressivo que se torna o melhor deck do meta.

Sensações que apenas Caçador de Demônios pode ter.

Esse é com certeza o deck mais forte do momento, muito provável que seja nerfado (escapou nas ultimas mudanças deus sabe como).

Porem o pior problema da lista é Inerfavel (Drek’thar, como você muda uma carta que todo mundo que pode pagar R$42 pra ter).

No geral, não tem nenhuma coisa a se destacar.

O deck é uma lista muito agressiva, então sempre que possível você quer dar dano direto, ou criar um campo que cresce a cada turno tomando o controle da partida.

E mesmo tendo seus lacaios removidos, o deck consegue consistentemente dar dano, com feitiços de dano direto, muitas formas de ganhar ataque e armas para garantir que no turno 5-6 a partida já esteja acabada ou muito encaminhada.

Como todo deck rápido você quer curvar perfeitamente no inicio, então buscar cartas de custo baixo é a meta.

E mesmo sem a curva, por ser um DH seu poder heroico custando 1 é perfeito pra ajeitar a curva.

Mas de cartas, Serpespeto Violento é uma ameaça que se não lidada, pode crescer muito. E a Glaive da Prisão Medonha é otima equipada no primeiro turno pois ajuda seus lacaios que ganham bonus após um ataque.

Com um dos dois na mão, buscar lacaios para dar continuidade a pressão nos turno seguintes

E como sempre: DREK’THAR NO TURNO 4 É BROKEN.

AAECAea5Awbn8AO7igSHiwTHrAS1swT7vwQMwvEDifcDyIAEhI0Etp8EyZ8EtKAEirAEjrAEiLIEh7cEmLoEAA==

“Ramp”

Taxa de Vitória: 52% ~ 55%

Estilo: MidRange

Com os nerf da ultima atualização, os Decks de Druida sofreram bastante e tiveram que alterar suas listas.

Após tentar novamente a alternativa de Tokens e de Alinhamento Celestial, os jogadores decidiram que a melhor opção é realmente alterar levemente a ultima versão de Ramp.

Adicionando as Amalgamas da Profundezas para assim conseguir ativar o efeito do Kazakusan.

No geral, sua prioridade é Rampar, criar um campo explosivo no meio do jogo e se isso não matar o oponente, o Kazakusan te dá um gás praticamente insuperável (ainda mais com 20 de mana.)

Porem, não seja tão ganancioso ao rampar, principalmente contra decks agressivos, para não perder o controle do campo e não ter tempo de usar sua mana efetivamente.

E lembre-se que o deck tem apenas 4 dragões, então para ativar o Kazakusan, você precisa ativar a Amalgama em outro dragão (Dragonetes das Escamas ou da Onyxia são os jeitos mais fáceis), ou achar copias deles com a Orientação do Brilho Lunar.

Como dito, No inicio é só rampar.

Então Crescimento Silvestre, Avivar e Guff Coração Selvagem são os melhores a se manter nos mulligan. A Carpinteira Improvisada sempre vai comprar e separar o Nutrir o que é muito bom também.

E para sobreviver aos turnos iniciais, Druida do arrecife e Guarda-Algaço Dorminhoco vem após os Ramps.

AAECAZICBsn1A7CABImLBPGkBKWtBISwBAysgASvgASJnwSunwTanwTPrASNsgT/vQTwvwSuwASywQTaoQUA

“Controle”

Taxa de Vitória: 55% ~ 58%
Estilo: Controle/Combo

Com os nerfs de Druida e Caçador de Demônios passando impune com seu deck agressivo, era questão de tempo até algum deck controle surgir pra para-lo.

E a resposta da vez é o Guerreiro Controle.

Como sempre nesse arquétipo, o deck conta com formas de ganhar muita armadura, remoções em área e um valor de fim de jogo que só o Kazakusan consegue dar.

Como todos os seus antepassados, a primeira opção é Ganhar no Cansaço.

Controlar a mesa quantas vezes forem necessárias, até o oponente não ter recursos pra lidar com sua vida e armadura. E o deck faz isso bem, com muitas remoções em área, armas e formas de comprar e ganhar armadura.

Professor Pisceo sempre fazendo um bom trabalho descobrindo e habilitando novas formas de remoção custando 1, e com Brann podendo fazer tudo dobrado.

E o combo de Das Profundezas e Don Finlei pode fazer você ter a capacidade de por uma pressão de campo muito muito maior que um deck controle padrão teria.

Sempre foque em compras em remoções baratas, então Levantar Escudo, Machado do Pioneiro e seus cards trocáveis são versáteis e dependem da sua match então podem ser uma opção.

Contra decks que criam mesa muito rápido, o combo Broquel Congelado + Escudo Estilhaçador é bom prar controle e geração de vida.

E para um combo de muito valor, Das Profundezas e Don Finlei, Guia Marítimo. manter um na mão com a esperança do outro vir pode se pagar e ganhar muito valor.

AAECAQcMj+0Dpu8D0PkDvIoEiKAEpa0EhLAE5bAEi7cEssEEjskEmNQECY7tA/iABPmMBPqMBImgBNKsBIy3BJa3BI7UBAA==

Guerreiro “Serie de Missões”

Taxa de Vitória: 49% – 52%

Estilo: Agressivo

AAECAQcEju8DmPYDv4AEjskEDf7nA5X2A5b2A5f2A8/7A5yBBKaKBK2gBK+gBIqwBKmzBJC3BLLBBAA=

 

Por hoje é só!

Agradeço a todos que chegaram até aqui

Lembrando que mais tarde, irei postar as outras 5 classes restantes.

Enfim, caso tenham qualquer opinião, critica ou sugestão, eu adoraria ler.

Agradeço novamente e Até a próxima!!!

 

Facebook Comments Box

Marcos "MaruK" Reis

Apenas mais um jogador de HS. Um simples mono Xamã que sempre busca aprender e melhorar no jogo enquanto ajuda outros pela palavra de Kel'thuzad.

1 Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.